91992091829

NO AR

Transito Livre

Com Janayna Santos

Regional Pará

Polícia Civil de Marabá desmancha esquema de falsificação de atestados médicos

Publicada em 13/06/24 às 08:32h - 9 visualizações

por Rádio Nativa FM 92.5 Irituia


Compartilhe
 

Link da Notícia:

 (Foto: Rádio Nativa FM 92.5 Irituia)

Polícia Civil de Marabá desmanchou um esquema de emissão de atestados médicos falsos, no município da região sudeste do Pará, na manhã desta quarta-feira (12). As investigações apontaram para Ricardo Fonseca Feitosa como o principal suspeito. Ele foi ouvido e liberado por não estar em situação de flagrante. As investigações do caso continuam por meio da delegacia de polícia da Cidade Nova de Marabá.

Durante as investigações foram encontrados carimbos e atestados com os nomes de dois médicos locais do Hospital Municipal de Marabá (HMM), em uma lixeira próxima ao condomínio onde o suspeito reside. As informações foram divulgadas pelo Correio de Carajás.

A investigação começou após denúncias de empresários que suspeitaram da frequência que funcionários apresentavam atestados médicos que pareciam ser falsificados, supostamente emitidos por médicos do hospital municipal. Com os documentos, a polícia ouviu os profissionais de saúde envolvidos, que negaram ter emitido os atestados, e não reconheceram as assinaturas.

Os funcionários que apresentaram os atestados foram interrogados e confirmaram a falsidade dos documentos. Segundo a polícia, inicialmente Ricardo resistiu à intimação que ocorreu nesta manhã, mas com o material encontrado na lixeira perto de sua casa, aumentou as suspeitas.

Ao ser confrontado com as evidências, Ricardo teria confessado que manipulava os carimbos e confeccionava atestados médicos falsos. Os documentos eram vendidos por valores entre R$ 40 e R$ 70. A polícia civil continuará investigando o caso para esclarecer todos os detalhes do esquema.

O Grupo Liberal tenta contato com a defesa de Ricardo Fonseca Feitosa. A reportagem também entrou em contato e aguarda resposta da Prefeitura Municipal de Marabá para saber se o suspeito tinha alguma relação com o Hospital Municipal de Marabá e se alguma investigação irá apurar o envolvimento de outras pessoas. O espaço segue aberto. 

 

Fonte: OLiberal




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








.

LIGUE E PARTICIPE

91 99209 -1829

Visitas: 244934
Usuários Online: 34
Copyright (c) 2024 - Rádio Nativa FM 92.5 Irituia
Converse conosco pelo Whatsapp!